RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ALMEIDA, Nicolau Tolentino de. OBRAS POETICAS

DE NICOLÁO TOLENTINO DE ALMEIDA. TOM. I [e Tomo II]. LISBOA, NA REGIA OFFICINA TYPOGRAFICA. ANNO M. DCCCI. [1801].

Obra em 2 volumes. In 8º (de 15x10 cm) com 231 e 222, [i] pags.

Encadernações da época inteiras de pele (marroquin vermelho) com finos ferros a ouro nas lombadas; e ferros rolados a ouro com invulgares super-libris armoriados em ambas as pastas com o brasão real português D. João VI. Cortes dourados por folhas.

Exemplar com títulos de posse manuscritos sobre as folhas de rosto.

1ª edição.

Inocêncio VI, 291: "Obras poéticas de Nicolau Tolentino de Almeida. Lisboa, na Regia Offic. Typ. 1801. 8.º 2 tomos com 232 e 223 pag. - Contém o tomo I os sonetos, em número de 63, 4 odes, 3 memoriais ou epistolas em quintilhas, e 6 sátiras, das quais uma em oitavas e as restantes em quintilhas. O tomo II contém 18 poesias em décimas, 25 memoriais e cartas em quartetos octosilábos, 3 ditos em quintilhas, e mais duas cartas escritas em prosa. Esta edição foi mandada fazer na Officina Régia, como então se denominava, por ordem e a expensas do Governo, depois de repetidas solicitações do poeta, a cuja disposição se mandaram pôr os dois mil exemplares, que de tantos constou a tiragem, segundo creio ter ouvido. Parece porém que o autor negociára entretanto a venda dos mesmos exemplares, que dizem realizára por doze mil cruzados, ou 4:800:000 réis, ao seu cllega Manuel José Sarmento, como ele oficial da Secretaria do Reino".

“Nicolau Tolentino de Almeida, natural de Lisboa, e nascido a 10 de Setembro de 1741. Preparado com os estudos de humanidades, passou a frequentar em Coimbra o curso de jurisprudência, no qual é contudo duvidoso até que ponto chegára. Sabe se apenas que decorridos sete anos, e contando ele talvez de idade vinte e quatro, voltou para Lisboa, sem obter a formatura, ao que parece. Foi provido algum tempo depois em uma cadeira de retorica, em cujo exercício consumiu pelo que se presume, quatorze ou quinze anos, até ser por efeito de impacientes e diuturnas solicitações despachado em 21 de Junho de 1781 Oficial da Secretaria d"Estado dos Negócios do Reino, por alvará referendado pelo ministro Visconde de Vila nova da Cerveira, um dos muitos protectores que conseguira granjear com seus versos, e mais ainda com suas lisonjarias. Nesta situação igualmente comoda, honrosa e lucrativa viveu os últimos trinta anos, sendo durante eles agraciado com o hábito de Cristo, além do de S. Tiago. Nicolau Tolentino morreu em Lisboa, na rua dos Cardais de Jesus, aos 24 de Junho de 1811, por efeitos de uma vómica, e foi sepultado sem alguma distinção particular no antigo cemitério da paroquia de N. S. das Mercês. Dizem que nunca se deixára retratar".

Referência: 1309JC038
Local: M-9-A-34


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters