RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



PORTUGAL, José Miguel João de. [Conde do Vimioso]. VIDA DO INFANTE D. LUIZ,

ESCRITA POR D. JOZÉ MIGUEL JOAÕ DE PORTUGAL Conde do Vimioso do Conselho de Sua Magestade, Academico da Academia Real. LISBOA OCCIDENTAL, Na Officina de ANTONIO ISIDORO DA FONSECA, Anno de M.DCC.XXXV. [1735].

In 4º (de 20x14 cm) com [liv], 196 pags.

Encadernação da época inteira de pele com rotúlo vermelho, nervos e ferros a ouro na lombada.

Ilustrado com belas gravuras, capitulares e vinhetas abertas por Debrie, nomeadamente o retrato do Infante (com rodapé desdobrável) em anterrosto; o brasão do autor o 9º Conde do Vimioso e 3º Marquês de Valença em vinheta tipográfica na folha de rosto; o brasão do Infante D. António (irmão do rei D. João V) na portada da dedicatória; e uma belíssima vinheta náutica com a representação de dois navios das armadas de Portugal e da Áustria.

Exemplar com 3 ex-libris armoriados; encontram-se 2 ex-libris colocados sobre a folha de rosto: Livraria de Mazziotti Salema Garção e da biblioteca da Casa de Lafões.

Inocêncio V, 74: “D. José Miguel João de Portugal, 3.º Marquez de Valença e 9.º Conde de Vimioso, do Conselho d"El rei D. João V, Presidente da Meza da Consciencia e Ordens, Deputado da Junta dos Tres Estados, Academico da Academia Real de Historia, etc. - N. em 1706, sendo filho do marquez D. Francisco Paulo de Portugal e Castro, de quem tractei em devido logar. Morreu em 1776. - Barbosa diz, no artigo da Bibl. que lhe respeita, que elle se constituíra na primavera dos annos principe da eloquencia portugueza pela pureza da phrase, sublimidade do estylo, e novidade da idéa. Longe vá a exageração! - Vida do infante D. Luis. Lisboa, por Antonio Isidoro da Fonseca 1735. 4.º gr. de LVIII 196 pag., das quaes as ultimas 36 são preenchidas com o indice das materias! Ornada do retrato do infante, gravado por Debrie. Se houvermos d"estar pela opinião de Barbosa, este livro é ornado de tão discretas expressões, «que compete a sublimidade da penna com a soberania do heroe que elegeu para argumento da sua obra!» - Verney falando d"esta Vida do infante a pag. 142 do Verdadeiro Methodo d"estudar, nota com razão que em obra tão pequena as approvações e elogios comprehendam pouco menos da metade do volume! Era o estylo e gosto do tempo Seja como fôr, a obra gosa ainda de estimação, como todos os mais escriptos de seu auctor, e é já pouco vulgar. O preço dos exemplares tem sido de 720 a 960 réis, e creio que algum foi vendido por 1:200'.

Referência: 1401JC044
Local: M-7-C-7


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters