RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



FRANÇA. (Bento da) SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DE MACAU.

Por… Tenente de cavallaria e ajudante de campo honorário de Sua Alteza Real o Senhor Infante D. Augusto. Imprensa Nacional. Lisboa. 1888. Junto com MACAU E OS SEUS HABITANTES, Relações com Timor. Por Bento da França. Imprensa Nacional. Lisboa. 1897.

Duas obras encadernadas num volume de 26x17 cm. Com 234, 286 págs.

Encadernação em percalina vermelha. Exemplar preserva capas de brochura. Restauros grosseiros marginais na capa de brochura anterior e na folha de rosto, e nas ultimas quatro páginas (indice), folha de guarda e capa de brochura posterior da segunda obra, aqui reparando um rasgo com perda de papel.

A primeira obra narra de acordo com as investigações do autor a história de Macau desde o estabelecimento dos portugueses em 1556 até 1849 acabando com uma curiosa declaração do autor: "No nosso estudo não passámos de 1849, por duas rasões. Detivemo-nos n'esta data, que marca uma epocha para a historia de Macau, porque de 1849 para cá abundam no ministério da marinha e ultramar documentos. Não proseguimos porque nos repugna apreciar os actos dos vivos, tanto mais que servimos com alguns".

A segunda obra pretende dar uma visão menos documental e mais baseada nas vivências e observações do autor, sendo dividida em quatro partes: Resumo da história de Macau (baseada na obra anterior e apensa neste volume). Noticia geographica admnistrativa e politica (contendo um documento curioso para camoneanos sobre a gruta de Macau). Raças, usos e costumes dos habitantes de Macau. Relações com Timor, dados sobre a ultima colónia (conta com material contido num folheto escrito pelo autor para a Bibliotheca do povo e das escolas). De relevar que a importância desta ultima parte tem a ver com o facto de, à data, a colónia de Timor, apesar de ter um governador próprio, depender directamente da administração portuguesa de Macau. O seu próprio tio Bento da França Pinto de Oliveira, irmão de seu pai, foi, ainda que brevemente, governador de Timor.

Inocêncio XV, 357: "Veja no capitulo I, de pag. 34 a 37, uma notícia da estada de Camões em Macau".

Referência: 1603IA006
Local: 8-11-A-13


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters