RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MANUSCRITO - LIVRO RELIGIOSO CINGALÊS.

Sri Lanka ou Sul da Índia

Data: Século XIX.

In fólio de 56 x 4,7 x 1 cm. Com 21 fólios soltos.

Texto a três colunas, cada uma com cinco linhas, em frente e verso de cada fólio duplo. Fólios em fibra de folha de palmeira, apresentando o texto minuciosamente escareado e com a gravação do mesmo destacado por tinta negra.

Pastas finais (encadernação) constituídas por réguas em madeira de acácia do Oriente (cada de 57x5,5x1,00 cm) com 2 furações para fiadores ausentes.

Obra escrita em alfabeto Cingalês (dito Singali ou Sinhala), e possivelmente com temática da religião budista. Livro em bom estado, possivelmente completo e todas as páginas intactas.

A produção deste livro implica cortar, achatar e polir as folhas com areia, até ficarem macias. Os caracteres eram gravados na superfície das folhas utilizando-se um pigmento negro fuliginoso. Para compilar o livro, eram feitos furos nas folhas, sendo então ligadas com corda ou pinos finos de madeira e depois mantidas entre tábuas de madeira.

Na Índia e sudeste asiático, as escrituras budistas, conhecidas como sutras, foram registadas no alfabeto cingalês, que é utilizado para escrever Pali e sânscrito no Sri Lanka. Esta tradição ainda se mantém em algumas regiões da Ásia.

Habitualmente livros como este contêm instruções da vida monástica e sutras de Buda. Por vezes estes livros eram comissionados por mérito e presenteados ao abade do templo quando um monge noviço era ordenado.

Na literatura existente sobre a evolução da escrita, os manuscritos em folha de palma ainda não foram muito explorados ou investigados.

 RELIGIOUS SINGALESE MANUSCRIPT.

Sri Lanka or Southern India.

Date: 19th Century. In folio 56 x 4.7 x 1 cm. With 21 loose folios.

Text in three columns, each with five lines on the front and back of each double folio. Folios in palm leaves fibre, being the text engraved by incision or scarification and highlighted with black ink.

Bound by two rulers made of acacia wood, each measuring 57x5.5x1 cm with twin piercings for binding strings (missing).

Written in Singali and possibly having a Buddhist theme.

This book is in good condition (possibly complete) with all pages intact.

In the physical production of the book the leaves were trimmed, flattened and polished smooth with sand. Characters were scratched into the surface of the leaves using a black, sooty pigment. To make a book, holes were made in the leaves and the stack was bound with string or thin wooden pins, and held between wooden cover boards.

In India and Southeast Asia, Buddhist scriptures, known as sutras, have been recorded in the Sinhala alphabet, which is used to write Pali and Sanskrit in Sri Lanka. It is a tradition that is still kept today in some parts of Asia.

Usually books, such as this one, contain instructions on the monastic life and sutras from the Buddha.

Sometimes these books were commissioned for merit and presented to the abbot of a temple when a novice monk became ordained. In the existing literature on evolution of script the palm leaf manuscripts, have not been fully explored and researched.

Referência: 1603JC023
Local: M-11-D


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters