RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



LÓPEZ DE MENDONZA. (D. Íñigo) CANCIONERO DEL MARQUÉS DE SANTILLANA. [B. U. S., Ms 2655]

Presentación de Pedro M. Cátedra. Transcripción de Javier Coca Senande. SALAMANCA. IBERDUERO. UNIVERSIDAD DE SALAMANCA. 1990.

De 28x20 cm. 2 Volumes com [iv], 512,[ii] + xxxii, 371, [iii] págs.

Encadernação do editor inteira de pele.

Fac-simile impressso a cores. Exemplar 248/2000 de uma edição cuidada impressa sobre papel avergoado.

O primeiro volume inclui uma reprodução fac-similada a cores deste cancioneiro do Século XV (1455?) e o segundo volume inclui a apresentação do contexto de produção do manuscrito, a descrição codicológica e a transcrição do texto.

Excelente reprodução de um manuscrito que junta a grande beleza de execução à grande relevância textual, pois é considerado a mais importante e completa fonte para a fixação do texto das obras deste escritor espanhol.

D. Íñigo López de Mendoza (1398-1458) foi um poderoso nobre castelhano que desempenhou um importante papel nas lutas civis de meados do Século XV e ao mesmo tempo um destacado poeta, sábio e colecionador de livros, sendo já fortemente influenciado pelo Renascimento Italiano. Tinha fortes ligações a Portugal, confessou que as suas primeiras leituras foram as cantigas dos trovadores galaico-portugueses e foi amigo de D. Afonso V a quem dedicou uma poesia.

Foi ao seu filho D. Diogo, 2º Marquês de Santilhana, que D. Afonso V ofereceu as célebres Tapeçarias da conquista de Arzila, para obter o seu apoio no projecto, que o Africano acalentou, de ser rei de Castela.

Referência: 1608PG027
Local: FR-2-C-16


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters