RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CASTRO, P. Estevão de. BREVE APARELHO, E MODO FACIL PARA AJUDAR A BEM MORRER HUM CHRISTAM.

Com a recopilação da matéria de testamentos, & penitencia, varias orações, tiradas da Escrittura Sagrada, & do Ritual Romano de N. S. P. Paulo V. Proposto pelo Padre ESTEVAM DE CASTRO. Sacerdote Professor da Companhia de IESV. Accrecentada a devoção de varias Missas. Lisboa. Na Officina de MIGUEL MANESCAL, Impressor do Santo Officio. M. DC. LXXVII. (1677) Com todas as licenças necessárias.

In 8º de 13,8x9,2 cm. com [xxxii], 287 págs.

Encadernação da época inteira de pergaminho de que só resta a lombada e a parte inferior da pasta da frente.

Folha de rosto ornamentada com florão e vinhetas tipográficas. Exemplar com inscrição na folha de rosto: «Tem este livro 220 annos 1837».

As folhas preliminares sem numeração contêm: memória das missas que se podem rezar pela alma do falecido», Prologo, Avisos para que ajuda a bem morrer, índice dos assuntos e dos capítulos, Responsório de São Boaventura em louvor de Santo António e licenças de 17 a 27 de janeiro de 1677.

Trata-se de uma raríssima variante da 7ª edição de 1677, que não existe na BNP nem é assinalada nas bibliografias. Efectivamente do ano de 1677 existe uma edição (a 6ª) de João da Costa e esta (a 7ª) de Miguel de Manescal, tendo o exemplar desta última existente na BNP o trigrama da Companhia de Jesus inscrito numa rosa na folha de rosto enquanto o presente exemplar tem um florão simples sem o trigrama.

Obra de grande qualidade literária, muito popular nos Séculos XVII e XVIII, por conter a explicação de matérias práticas, como aquelas relativas aos herdeiros e aos testamentos e por outro lado tratar com grande pormenor de todas as questões espirituais relativas ao exame de consciência, aos deveres dos fiéis e ao que deviam fazer os sacerdotes para ajudar os enfermos, incluindo também numerosas orações.

Importante fonte para o estudo da atitude perante a morte que existiu durante muitos séculos e que era muito diferente da forma como costuma ser encarada nos nossos dias. 

Barbosa Machado I, 753. Inocêncio II, 239.

Referência: 1701PG013
Local: FR-9-B-13


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters