RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



RELATÓRIO E CONTAS DAS GERÊNCIAS DE 1935-1936

Federação Nacional dos Produtores de Trigo. Sociedade Tipográfica, Lda. Lisboa. 1938.

De 29x23 cm. Com 84, [ii] págs. Encadernação da época com lombada e cantos em percalina. Preserva as capas de brochura originais.

Contém dois desdobráveis de grandes dimensões apresentando balanços da conta ganhos e perdas da F.N.P.T.

Impressão de grande nitidez sobre papel muito encorpado e de excelente qualidade.

Relatório em que se apresenta o movimento da F.N.P.T. no período que decorre entre Agosto de 1933 a 31de Dezembro de 1936, e apresentando dois balanços - o de 1935 e 1936 - desta importante instituição do Estado Novo. 

Fonte muito importante para o estudo da política agrícola e económica nio início do Estado Novo.

A F.N.P.T. foi um dos organismos corporativos criados pelo Estado Novo, com maior número de aderentes e com mais influência nas políticas económicas do regime. Inicialmente criada para incentivar a produção e distribuição de Trigo, controlar os preços e tornar o país autosuficiente deste produto agrícola. Acabou por falhar no objectivo de alcançar a autosuficiência e nos seus anos finais uma das suas funções era adquirir cereais nos mercados estrangeiro. O seu arquivo de grandes dimensões foi integrado na Torre do Tombo e é um acervo muito valioso para o estudo do Estado Novo.

Referência: 1704JR002
Local: 8-6-D-10


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters