RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



NEVES. (José Accurcio das) NOVA CONTINUAÇÃO DAS CARTAS DE HUM PORTUGUEZ AOS SEUS CONCIDADÃOS

POR… LISBOA: Na Tipografia de Simão Thaddeo Ferreira. ANNO DE 1823.

In 8.º de 21,6x15,6 cm. com 135 págs. numeradas de 82 à 216. Brochado, com capas de papel fantasia da época.

Contém a Carta XI até à Carta XXVII.

Fonte muito valiosa para o estudo do confronto entre as correntes de pensamento tradicionais e liberais. Nesta obra o autor expõe a sua interpretação dos acontecimentos políticos causados pela Revolução de 1820.

José Acúrsio das Neves (Fajã 1766 –Sarzedas 1834) Magistrado, político, historiador, ensaísta e um dos percussores do industrialismo. Foi um dos mais destacados apoiantes de D. Miguel e todas as suas obras são notáveis pela clareza de exposição e rigor de pensamento.

Inocêncio IV, 182-183. 2157) Cartas de um portuguez a seus concidadãos. Ibi, 1822. 4.º Dividem-se em varias partes: 1.ª Materia e motivos da presente obra. 2.ª Sobre um papel de Manuel Antonio Vellez Caldeira, publicado no Diario do Governo n.º 132. 3.ª O despotismo e a anarchia, etc. O n.º 2157 contem 27 Cartas, que comprehendem 216 pag. As Cartas de um portuguez (n.º 2157) são ao todo 27, formando um volume de 217 pag.

Inocêncio XII, 197. As primeiras 8 impressas em 1822, as seguintes publicadas já depois da quéda da constituição em 1823, com frontispicio novo, porém continuando a numeração.

Referência: 1704PG006
Local: M-5-C-3


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters