RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



VAZ PRETO. (D. Marcos Pinto Soares) ORAÇÃO FUNEBRE DO MUITO ALTO E MUITO PODEROSO SENHOR DOM PEDRO D’ ALCANTARA DE BRAGANÇA E BOURBON IMPERADOR DO BRASIL,

REI DE PORTUGAL, E DUQUE DE BRAGANÇA RECITADA NA IGREJA DE SÃO VICENTE DE FORA A 24 DE SSETEMBRO DE 1835, PRIMEIRO ANNIVERSARIO DA INFAUSTA MORTE DAQUELLE AUGUSTO PRINCIPE, NAS MAGNIKFICAS E POMPOSAS EXEQUIAS, QUE SUA MAGESTATDE FIDELISSIMA A SENHORA DONA MARIA II MANDOU ALI FAZER. POR D. MARCOS ARCEBISPO ELEITO DE LACEDEMONIA, PREGADOR DA AUGUSTA PESSOA DA RAINHA. LISBOA, NA IMPRENSA NACIONAL. 1835.

In 8º de 20,5X12,8 cm. com 46 págs. Encadernação da época com ferros lavrados a seco nas pastas decoradas com bela esquadria com ornamentos nos cantos e superlibros com as armas de Portugal. Apresenta alguns defeitos na lombada.

Inocêncio VI, 132. D. Marcos Pinto Soares Vaz Preto (Sesimbra 1782 – Lisboa 1851), Freire conventual da Ordem Militar de Santiago da Espada, apoiou a causa liberal, esteve emigrado em Inglaterra e de volta ao país desempenhou elevados cargos como Confessor e Esmoler mor da Rainha D. Maria II, D. Prior da Colegiada de Guimarães e deputado às Cortes de 1842. O título de Arcebispo de Lacedemónia que era conferido ao bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa, nunca chegou a ser reconhecido pela Santa Sé. Foi autor de várias orações e sermões e de numerosos artigos publicados em órgãos da imprensa escrita.

Referência: 1704PG011
Local: 9-7-F-43


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters