RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



PETRARCA, Francesco. IL PETRARCA DI NVOVO RISTAMPATO,

Et diligentemente corretto. In Venetia, apresso Nicolò Beuilacqua. 1570.

In 12º [10,9 x 6 cm] com 357 (aliás 346), [13] págs.

A colação apresenta um erro tipográfico na numeração entre as páginas 182 e 193.

Encadernação da época em pergaminho flexível, com o título e o nome do autor manuscritos na lombada.

Edição em miniatura, ilustrada com emblemática, tendo uma vinheta na folha de rosto (xilogravura alegórica com o mote «Superanda omnes fortuna»), gravura com Petrarca e Laura no verso da folha de rosto, tarjas decorativas xilográficas no início dos capítulos e capitulares decorativas no início do texto dos mesmos.

Apresenta 6 vinhetas alegóricas historiadas com "emblemata" no início de cada capítulo na última parte da obra (pág. 267 em diante), representando respectivamente o Triunfo do Amor (pág. 267), o Triunfo da Castidade (pág. 289), o Triunfo da Morte (pág.296), o Triunfo da Fama (pág.309), o Triunfo do Tempo (pág. 322) e o Triunfo da Divindade (pág.328).

Exemplar com leves vestígios de tinta e humidade no exterior do corte das folhas e com breves sublinhados e anotações marginais da época no texto e no cólofon. De resto exemplar belo e bem preservado.

Rara edição em miniatura, ilustrada com emblemática, publicada no ano de 1570, verificando-se a existência no Museu Britânico de uma cópia (on line Refª 240C72). No entanto, quando comparada com a nossa, a paginação e impressão a partir da página 320 (exclusive) são diferentes da nossa cópia. A partir desta página, e até ao cólofon inclusive, a referida cópia do Museu Britânico tem idêntico arranjo gráfico, mas com numeração diferente e também diferentes vinhetas e capitulares, que não pertencem à colação antecedente.

O nosso exemplar estará mais correcto na colação, na impressão e na ilustração xilográfica.

Tal como noutras edições, também esta edição contém a vida do poeta e o retrato de Petrarca e da Madona Laura, em xilogravura, e o cancioneiro «Em vida de Laura». Na segunda parte - «Na morte de Laura» -, os triunfos, canção e sonetos do autor, assim como poesias de outros autores. Inclui ainda um discurso de Petrarca sobre a qualidade do amor. O índice encontra-se nas páginas finais não numeradas.

Notas sobre as edições:

Brunet não menciona esta edição. A primeira edição impressa de Petrarca foi publicada com o título Soneti, Canzoni et Triomphi. (Venetiis), Vindelinus (de Spira), 1470. (vide Brunet Vol IV, 534).

Brunet menciona as seguintes edições na mesma época, sendo anteriores a esta as edições de Veneza, "Il Petrarca di nuovo ristampato e diligentemente correcto". Venegia, Vicenzo Valgrizi, 1558. Outra reimpressão de Valgrizi com os mesmos caracteres e no mesmo formato em 1559.  Posteriores a esta edição a de Venetia, appresso Domenico Nicolini, 1572 e também a de 1573 (vide Brunet Vol. IV, 554).

Outras referências bibliográficas (retiradas de OPAC SBN - Istituto centrale per il catalogo unico) respeitantes a esta edição: Hortis 123, Pesante 1974 n. 1803; Sh. t. it. 505; Fowler p. 108.

 

Nota sobre as bibliotecas nas quais se encontra esta edição (num total de 11 cópias).

Em Itália existem apenas 5 exemplares:

Biblioteca civica Romolo Spezioli - Fermo - (AP0012 SIPFM)

Biblioteca comunale centrale - Milano (MI0162 LO101)

Biblioteca Civica di Padova (PD0090 PUV55)

Biblioteca civica Attilio Hortis - Trieste - (TS0013 TSABC)

Istituzione pubblica culturale Biblioteca civica Bertoliana - Vicenza -(VI0096 VIABE)

Em outros países:

Trinity College, Cambridge (G.25.58)

British Library (11422.aa.14.)

British Museum  (on line Ref. 240C72)

Biblioteca Nacional de Espanha, Madrid R/21368

Mèdiathèque Municipal d"Orleans (Rès. D 13165)

Biblioteca Publica del Estado, Palma de Mallorca, Espanha (11.690)

 

Notas sobre o impressor Niccolò Bevilacqua:

Nicolaus Bevilaqua, ou Nicolaus Tridentinus, foi um tipógrafo activo em Veneza (de 1554 a 1572) e em Turim (1572 a 1573) nascido no segundo decénio de 1500.

Aprendeu a sua arte na tipografia e no atelier de Paulo Manuzio em Veneza. Desconhece-se quando abriu a sua tipografia. no entanto, em 1549, tinha actividade em Santa Marina, tendo ficado com a prensa e respectivos caracteres de Francesco Marcolini quando este cessou a sua actividade.

Em 1568 por insistência de Paulo Manuzio, então director da Stamperia del Popolo Romano, foi para Roma colaborar na preparação do novo breviário requerido pelo Papa Pio V, mas não chegou a um acordo.

Trabalhou em colaboração com Francesco de Franceschi, Gaspare Bindoni O Velho e Damiano Zenaro. Em 1572 transferiu-se para Turim, chamado pelo Duque Emanuel Filiberto para instalar uma tipografia ducal.

No final de 1573 em Turim constitui-se a Compagnia della Stampa da qual faziam parte, além de Bevilacqua, o mesmo Emanuel Filiberto e Giovani Domenico Tarino. Em Maio de 1573 a nova tipografia iniciou a actividade, mas Bevilacqua morreu em Agosto desse mesmo ano. Algumas edições de 1574 ainda foram publicadas com o seu nome.

 

O Autor

Francisco Petrarca (1304-1374), pesquisador e filólogo, divulgador e escritor, é tido como o 'pai do Humanismo', no entanto a sua fama deve-se principalmente ao seu romanceiro e aos seus poemas redigidos em língua italiana. Petrarca é também considerado o inventor do soneto, tipo de poema composto de 14 versos.

Pietro Bembo, no século XVI, criou o modelo para o italiano moderno com base no trabalho de Petrarca (e também de Dante e Boccaccio).

Petrarca viajou frequentemente por toda a Europa na qualidade de embaixador. Gostava de escrever cartas, sendo Boccaccio um dos seus amigos mais notáveis. Durante as suas viagens coleccionou manuscritos latinos antigos e foi um dos primeiros a redescobrir o conhecimento clássico de Roma e da Grécia Antiga.

Participou na primeira tradução latina da obra de Homero e em 1345 descobriu pessoalmente uma colecção inédita de cartas de Cícero.

Em 1367 Petrarca fixou-se em Pádua, onde passou seus últimos anos em contemplação religiosa, tendo vindo a falecer a 19 de julho de 1374 em Veneza.

Doou a sua notável Biblioteca de manuscritos à cidade de Veneza, estando os mesmos actualmente integrados no núcleo da Biblioteca Marciana.

 

 In 12º [10.9 x 6 cm] with 357 (i.e. 346), [13] pp.

Collation presents a typographic mistake in the numbering between pages 182 and 193.

Binding: Contemporary flexible parchment, with handwritten title and name of the author on spine.

Miniature edition, illustrated with symbols, with a vignette on the title page (allegoric woodcut with the motto «Superanda omnes fortuna»), etching portraying Petrarca and Laura on the back of the title page; decorative woodcuts on top of the beginning of each chapter and decorative capital letters starting the text of the chapters .

There are six allegoric vignettes with "emblemata" at the beginning of each chapter on the last part of the work (after page 267) depicting the Triumph of Love (pp. 267); the Triumph of Chastity (pp.289); the Triumph of Death (pp. 296); the Triumph of Fame (pp. 309); the Triumph of Time (pp. 322); and the Triumph of Deity (pp. 328).

Copy with slight traces of paint and moisture in the outer edge of the leaves. Some contemporary underlines and marginal notes both in text and the colophon. Otherwise a beautiful and well preserved copy.

There is a copy in the British Museum (on line ref. 240C72), which, however, has different pagination and printing from page 320 on from our copy. From the mentioned page on and ending on the colophon, the British Museum's copy has a similar graphic layout but with different page numbers, different vignettes and decorative capital letters, which do not match the previous collation.

Our copy will thus be more accurate in what concerns collation, printing and woodcut illustration.

This edition, like others, includes the life of the poet, the woodcut portrait of Petrarca and Laura and the songbook «In vita de Madona Laura». In the second part - "In the death of Laura" -, the triumphs, song and sonnets of the author, as well as poetry from other authors. It also includes a speech of Petrarca on the quality of love. The index occupies the unnumbered pages.

 

Notes on the editions:

BRUNET:

Brunet does not mention this edition.

The first printed edition of Petrarca was published under the title “Soneti, Canzoni et Triomphi”. (Venetiis), Vindelinus (de Spira), 1470. (cf. Brunet Vol IV, 534).

Brunet mentions the following editions of that time, being the Venice editions previous to ours, "Il Petrarca di nuovo ristampato e diligentemente correcto": Venegia, Vicenzo Valgrizi, 1558; another Valgrizi print with the same characters and format in 1559. Those published after 1970 are: the “Venetia, appresso Domenico Nicolini” puvblished in 1572 and also the 1573 edition (cf. Brunet Vol. IV, 554).

 

OTHER BIBLIOGRAPHIC REFERENCES (from OPAC SBN - Istituto centrale per il catalogo unico) concerning the present edition: Hortis 123, Pesante 1974 n. 1803; Sh. t. it. 505; Fowler p. 108.

 

Libraries having this edition (in a total of 11 copies):

In Italy only 5 copies:

Biblioteca civica Romolo Spezioli - Fermo - (AP0012 SIPFM)

Biblioteca comunale centrale - Milano (MI0162 LO101)

Biblioteca Civica di Padova (PD0090 PUV55)

Biblioteca civica Attilio Hortis - Trieste - (TS0013 TSABC)

Istituzione pubblica culturale Biblioteca civica Bertoliana - Vicenza -(VI0096 VIABE)

In other countries:

Trinity College, Cambridge (G.25.58)

British Library (11422.aa.14.)

British Museum  (on line Ref. 240C72)

Biblioteca Nacional de Espanha, Madrid R/21368

Mèdiathèque Municipal d"Orleans (Rès. D 13165)

Biblioteca Publica del Estado, Palma de Mallorca, Espanha (11.690)

 

Notes on the editor Niccolò Bevilacqua:

Nicolaus Bevilaqua, aka Nicolaus Tridentinus, born on the second decade of the 16th century, was a printer working between 1554 and 1572 in Venice and later in Turin between 1572 and 1573.

He learned his art with Paulo Manuzio in Venice. There are no registries of the date he opened his own printing shop, however, in 1549 he was working in Santa Marina, keeping the press and characters of Francesco Marcolini when he retired.

In 1568, instigated by Paulo Manuzio who was at the time Director of the Stamperia del Popolo Romano, we travelled to Rome to cooperate in the preparation of the new breviary requested by Pope Pius V, but ended up not reaching an agreement..

He worked with Francesco de Franceschi, Gaspare Bindoni The Old, and Damiano Zenaro. In 1572 he travelled to Turin by request of the Duque Emanuel Filiberto to install a ducal print house.

By the end of 1573 in Turim the Compagnia della Stampa is founded by Bevilacqua himself, Emanuel Filiberto and Giovani Domenico Tarino. In May 1573 the new print house started its work, but Bevilacqua died in August of that same year. Some 1574 editions were still published with his name.

 

The author

Francisco Petrarca (1304-1374), researcher and philologist, promoter and writer, is considered to be the “Father of Humanism”, however his fame is mainly due to his Songbook and his poems written in Italian. Petrarca is also considered to be the inventor of the sonnet, a type of poem with 14 lines.

Pietro Bembo, in the 16th century, based his model of modern Italian on the works of Petrarca and also Dante’s and Boccaccio’s.

Petrarca travelled all around Europe as an ambassador. He liked to write letters, having Bocaccio as one of his most notable friends. During his travels he collected old Latin manuscripts and was one of the first to rediscover the classic knowledge of Ancient Rome and Ancient Greece.

He cooperated on the first Latin translation of Homer’s works and, in 1345, he discovered a unique manuscript with Cicero’s letters.

In 1367 he settled in Padua, where he spent his last years in religious contemplation. He died in Venice on June 19th, 1374.

His notorious manuscript library was donated to the city of Venice, and, nowadays, belongs to the Biblioteca Marciana.

 

Referência: 1708JC001
Local: M-10-D-28


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters