RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SANTOS. (Reynaldo dos) OS PRIMITIVOS PORTUGUESES (1450-1550).

Lisboa. 1940.

De 41x30 cm. Com 39 págs. Ilustrado com 142 estampas (a p/b e 5 cromogravuras) reproduzindo integralmente, e com grande escrúpulo, pinturas da escola portuguesa quatrocentista e quinhentista, entre as quais os Painéis de São Vicente de Fora.

Encadernação do editor em pele sintética simulando pergaminho, montada sobre pastas robustas, e com título e gravados nas pastas e lombada.

1ª Edição.

Exemplar com dedicatória de oferta na folha de anterrosto, datada do Natal de 1940.

Obra com fotografias de Mário Novais, com capa e frontispício de Raul Lino e desenhos no texto de Eduardo Malta.

Reproduz cerca de 180 painéis elaborados pelos Primitivos Portugueses, e que foram exibidos em Lisboa durante a Exposição do Mundo Português, em 1940. Este grandioso evento, a que está intimamente ligada a figura de Salazar, celebrou as grandezas da nacionalidade lusa, servindo-se das pinturas do Renascimento para engrandecer as efemérides do passado nacional.

Primitivos portugueses é o nome dado a um grupo de pintores portugueses de um ciclo criativo (1450-1550) iniciado por Nuno Gonçalves e depois prosseguido e consolidado por pintores da primeira metade do século XVI, com grande influência flamenga, e onde se incluem os nomes de: Vicente Gil, Frei Carlos, Francisco Henriques, Mestre da Lourinhã, Mestre do Sardoal, Mestre dos Arcos, Vasco Fernandes, Gaspar Vaz, António Vaz, Jorge Afonso, Gregório Lopes, Jorge Leal, Garcia Fernandes, Cristóvão de Figueiredo e Diogo de Contreiras.

Referência: 1010JC160
Local: M-2-A-15


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters