RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BARBOSA DE MAGALHÃES. QUANDO É QUE UMA SOCIEDADE COMERCIAL É IRREGULAR.

Jornal do Fôro. Lisboa. 1953.

De 24x16,5cm. Com 78 págs. Brochado.

Exemplar com carimbo oleográfico de posse na folha de rosto e sublinhados a lápis, sem afectar a leitura do texto.

Obra jurídica subordinada ao estudo do conceito legal de sociedade comercial irregular, analisando as disposições legais atinentes à sua determinação, as irregularidades passíveis de sanção e, por fim, estabelecendo as diferenças entre diferentes sociedades.

Referência: 1109IM657
Local: I-34-B-2


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters