RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BRAVO. (João Maria) A PROPÓSITO DE CAÇA.

Editor… [Impressão e acabamento: Gráfica Europam, Lda. Mem Martins]. Lisboa. 1982.

De 28x22 cm. Com 751, [i] págs.

Encadernação do editor com sobrecapa de protecção.

Ilustrado no texto com desenhos a cores de Manuel Lapa, aguarelas de Cerra, fotografias de caçadas e de obras de arte relativas à caça, bem como reproduções fac-similadas de documentos dirigidos ao autor (carta de Marcelo Caetano) ou da sua autoria.

Obra impressa sobre papel couché.

Magnífico livro que reúne os artigos escritos pelo autor durante 30 anos, sobre os mais variados aspectos da caça em Portugal, no Brasil e nos territórios sob administração portuguesa até 1975 (Angola e Moçambique), versando desde a caça de aves e pequenos mamíferos, até à caça grossa. Inclui também textos sobre caça em Marrocos, Escócia, Espanha, França e União Soviética e o relato da participação no Conselho Internacional da Caça em Teerão em 1974.

Um dos aspectos mais demoradamente focados é o enquadramento legal da caça, que levou o autor a graves conflitos com a censura no regime do Estado Novo e com a Comissão Ad-Hoc para a Imprensa, Rádio, Televisão, Cinema e Teatro, depois do 25 de Abril.

Obra imprescindível e fundamental para o estudo das actividades cinegéticas, que é como uma enciclopédia da caça.

João Maria Jardim Feio Bravo (Lisboa, 1921 -), advogado, empresário, foi director do Clube Português de Tiro a Chumbo e da respectiva Federação, em cuja qualidade integrou a Câmara Corporativa, representando as associações venatórias e piscatórias e director da revista de caça 'Diana'.

Referência: 1110JC038
Local: I-15A-D-1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters