RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ESTATUTOS DOS MERCADORES DE RETALHO.

LISBOA: Na Offic. de ANTONIO RODRIGUES GALHARDO, Impressor da Serenissima Casa do Infantado. Anno M. DCC. XCV. [1795]

In 4.º de 29x20 cm. com 24 pags. Brochado.

Escudo da Casa Real gravado em vinheta no rosto. Reimpressão dos estatutos conforme a edição original de 1757, apenas com diferença de tipo e paginação.

Para além dos estatutos da pág. 3 a 14, contém a «PAUTA DOS GENEROS pertencentes a cada uma das classes dos MERCADORES compreendidas nestes Estatutos» nas páginas 15 a 20, o alvará de 1757 de confirmação real, cujo primeiro subscritor é o Secretário de Estado dos Negócios do Reyno, Sebastião Joseph de Carvalho e Mello,  nas págs 21 a 23, e a relação das pessoas nomeadas pelo rei para fundarem a Mesa do Bem-Comum dos Mercadores de Retalho, cujo intendente foi Félix Mendes Leitão. na página 24.

A criação destes estatutos, bem como a criação da Junta de Comérico dois anos antes, esta também subordinada à Mesa do Bem-Comum dos Mercadores,  e a introdução das Aulas de Comércio em 1759, faziam parte da estratégia da política reformista do Marquês de Pombal e foram fundamentais para integrar os mercadores e os negociantes no seio da sociedade, retirando-lhe o estigma de pertencer a extratos sociais inferiores. O novo status conferia aos homens de negócios a sensação de integração na elite social e económica. Outros actos institucionais levados a cabo por Pombal, tais como a atribuição  de distinlções simbólicas a negociantes influentes (ex. Cavaleiro da Ordem de Cristo e da Ordem de Santiago, reflectem a ascensão da escala social e hierárquica deste grupo na sociedade portuguesa. 

Referências: Arte dos negócios: saberes, práticas e costumes mercantis no Império Luso-brasileiro. Cláudia Maria das Graças Chaves. Universidade Federal de Viçosa – Minas Gerais.

A BNP apresenta como referências para a edição de 1757: Pedro Ribeiro, Índice 2, 36; Borges Carneiro, Mapa Cronol. 479; Misericórdia de Lisboa s. XVIII: tip. port. 1013

Referência: 1202IM167
Local: I-53-B-1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters