RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BRAGA, Frei Baltazar de. CONSTITVÇOENS DA ORDEM DE SAM BENTO DESTES REYNOS DE PORTVGAL, RECOPILADAS

E TIRAdas de muitas definições, feitas, & aprouadas nos capitulos géraes, depois que se começou a reformação da ordem. Vao muitas cousas de nouo declaradas, & acrescentadas por mandado, & authoridade do Serenissimo Senhor Cardeal Alberto Archiduque de Austria, Legado de Latere nestes dittos Reynos. As quaes forão recebidas por toda a orde[n] no capitulo géral q[ue] se celeuron em S. Martinho de Tibães, em 13. de Mayo de 1590. [Vinheta tipográfica representando S. Bento] LISBOA. Por Antonio Aluarez. Anno 1590.

In 8º (de17,5x12,5 cm) com [4], 195 fólios.

Encadernação moderna inteira de pele com nervos e ferros a seco na lombada e nas pastas em esquadrias.

Edição original, de grande raridade.

Exemplar ligeiramente aparado á cabeça; com restauros maginais no frontispício que não afectam letras do texto e no fól. 4 preliminar; com perda de algumas letras nas três primeiras linhas do texto; com pequenas anotações coevas manuscritas no texto e na folha de rosto.

Obra atribuída a Frei Baltazar de Braga, segundo Inocêncio (II, 108; VIII, 357; e IX, 93): “CONSTITUIÇÕES DA ORDEM DE S. BENTO d"estes reinos de Portugal, recopiladas e tiradas de muitas definições feitas e approvadas nos capitulos geraes, depois que se começou a reformação da Ordem. Lisboa, por Antonio Alvares 1590. 4.º De IV 195 folhas, numeradas pela frente. Fr. Balthasar de Braga (V. Dicc., Tomo I, Pag. 321). O titulo mais exacto da obra que descrevi no n.º 2, sob a autoridade de Barbosa, mas da qual alcancei ver depois um exemplar (como digo no tomo II, n.º C, 433); posto que para logo não me ocorresse a sua identidade com esta de Fr. Balthasar de Braga, tomando a então por anónima) é como se segue: Constituições da Ordem de S. Bento destes reinos de Portugal, recopiladas e tiradas de muitas definições feitas e approvadas nos capitulos geraes, depois que se começou a reformação da Ordem. Lisboa, por Antonio Alvares 1590. 4.º de IV 195 folhas numeradas pela frente. Parece haver deste livro uma segunda edição com o titulo: Constituições da Congregação Benedictina de Portugal. Coimbra, na Offic. de Diogo Gomes Loureiro 1629, a ser certo o que se lê nos Apontamentos para a historia da Typographia em Coimbra pelo Sr. Joaquim Martins de Carvalho (V. no Conimbricense o folhetim do n.º 2091 de 13 de. Agosto de 1867, na coluna 3ª).

Referência: 1312NM010
Local: M-9-C-9


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters