RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CEPARI. (P. Virgile) VIE DE SAINT LOUIS DE GONZAGUE PATRON DE LA JEUNESSE.

Par le … de la Compagnie de Jésus. Nouvelle traduction annotée et augmentée des lettres de Saint Louis et de documents inédits par le P. L. Michel, S. J. Avec un portrait en couleur au frontispice, une phototypie, 11 illustrations hors texte, 108 autres illustrations d’après des documents authentiques et des monuments historiques, portraits, vues, intérieurs, plans, autografes, arbre généalogique etc. Armes des Gonzagues de Châtillon. (Au dessus du portail de l’église de Saint-Louis, à Châtillon des Stivières.) Benziger & Co. Einsiedeln, Suisse. 1891.

De 23x16 cm. com xxvi, 490, [iv] págs.

Encadernação do editor em percalina com belas decorações a ouro na lombada e nas pastas. Cortes das folhas dourados.

Muito ilustrado no texto e em extratexto, 5 deles em folhas desdobráveis.

Cuidada tradução francesa da melhor biografia deste célebre santo luxuosamente editada por ocasião do tricentenário da sua morte.

A 1ª edição desta obra data de 1606 e foi traduzida para português em 1610, posteriormente foi publicada inúmeras vezes em muitas línguas. O seu autor foi colega de estudos de S. Luís Gonzaga e um dos melhores escritores de biografias de santos, do Século XVII em Itália.  

S. Luís Gonzaga (Castiglione delle Stiviere 1568 - Roma 1591) era filho primogénito de Ferrante, Marquês de Castiglione delle Stiviere, mas levado por uma profunda religiosidade, entregou a sucessão no marquesado a seu irmão mais novo Rodolfo e entrou para os Jesuítas em 1585. Enquanto estava a estudar em Roma, no Colégio da Companhia, faleceu por ter sido contagiado enquanto prestava assistência às vítimas da epidemia. Foi beatificado por Paulo V, em 1605 e Canonizado por Benedito XIV, em 1726 e mais tarde foi declarado patrono da juventude católica, a sua desta é a 21 de Junho.   

Virgílio Cepari (Paniale al Trasimento 1563- Roma 1631) foi um religioso jesuíta italiano que escreveu várias biografias de Santos, que são modelos paradigmáticos do género, sendo algumas delas publicadas póstumamente nas Acta Sanctorum dos Bolandistas, como foi o caso da Vida de S. Francesca Romana em 1641 e a Vida de Santa Madalena de Pazi, em 1649. Durante a sua vida publicou a vida de S. João Berchmans, Exercícios da presença de Deus, em 1621 e deixou manuscrito um Directorium Canonizationis Sanctorum, que foi muito influente na organização dos processos de Canonização.

 

Referência: 1612PG032
Local: I-11-A-19


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters