RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



PETRARCA, Francesco. IL PETRARCA NVOVAMENTE Ridotto alla vera Lettione.

Com un Nuouo discorso sopra la qualità del suo amore: Et la coronatione fatta in Campidoglio de Roma, & il suo Priuilegio. IN VENETIA, Appresso Alessandro de’ Vecchi. M. D. CVI. [1606]

De 13,3x8,2 cm. com [48], 350, [10] págs.

Encadernação das época inteira de pergaminho.

Encadernação da época em pergaminho flexível e áspero de ambos os lados.

Ilustrado com gravura na folha de rosto, retrato de Petrarca e Laura em xilogravura na quarta página perliminar inumerada; 6 gravuras alegóricas/emblemata nos inicios dos triunfos; maiusculas decorativas, cabeções xilogrados, e florōes de remate.

As ilustrações da obra são todas xilogravuras encontando-se na folha de rosto uma vinheta alegórica representando o pecado original (uma cobra enrolada numa macieira). As capitulares de cada parte ou capitulo são “falantes”, isto é, contém figuras de animais entrelaçados nas letras, começando, por exemplo, com a letra G com um gato, e depois a letra S uma esfinge (Sphinx), a letra M com um macaco, O de urso (Oso), etc. As vinhetas de cada um dos seis triunfos são de reduzidas dimensões Relativamente á impressão esta é pouco cuidada, apresentando os caracteres pouco esmaltados, as vinhetas com elevado uso tipográfico e as numerações desencontradas e com algarismos trocados (no entanto a colação encontra-se correcta).

Textos das folhas preliminares e do índice em caracteres redondos, corpo da obra todo em caracteres itálicos. 

Este exemplar da obra Il Petrarca nuouamente ridotto alla vera lettione [n. b. na base USTC procurar: IL PETRARCA NUOVAMENTE Ridotto alla vera Lettione] apresenta os seguintes danos:

Manchas, inscrições e traços de pena (caneta de tinta da época) grafitados da época em todas as margens da folha de rosto folha de rosto. Folha de guarda em branco com falta do canto superior direito. Vestígios de uma leve mancha de humidade em todas as folhas. Canto inferior da dianteira das folhas com ponta afectada por corrosão ferrogálica. Leve trabalho de traça no pé das últimas páginas inumeradas. Forte trabalho de traça marginal nas páginas 133 a 192, sem afectar o texto. Fortes vestígios de páginas grafitadas no final do Triunfo da Fama (paginas 314 e 315) e páginas. 348 e 349 com leves rasgos. 

As páginas preliminares sem numeração contêm dedicatória de Sennuccio Fiorentino ao Can della Scala, retrato de Petrarca e Laura em xilogravura, descrição do coroamento de Petrarca em Roma, privilégio da Coroação de Petrarca por Orso Conde dal’ Anguillara, soneto del Varchi, sobre Madama Laura e um Discurso sobre a qualidade do amor de Petrarca. As 10 páginas finais sem numeração incluem o índice de primeiros versos.

Edição  muito rara que contém, tal como outras edições anteriores; a primeira parte do cancioneiro «Em vida de Laura», a segunda parte «Na morte de Laura», os Triunfos (a partir de página 257), canções e sonetos do autor, assim como poesias de outros autores.

Aqui colocamos o resumo exastivo do conteúdo da obra: Prefácio de Senuccio Fiorentino sobre a coroação e o triunfo do poeta Petrarca nas primeiras 22 páginas inumeradas; Privilegio da Coroação de Petrarca por Orso conde de Angillara nas seguintes 7 páginas inumeradas; Soneto de Varchi no túmulo de Petrarca nas seguintes 3 páginas inumeradas; Discurso sobre a qualidade do amor em Petrarca, nas seguintes 14 páginas inumeradas da autoria de Pietro Cresci e datado de Veneza 10 de Março de 1585; seguem-se os Sonetos e Canções «In vita di Madonna Laura» (com a falta expressa dos sonetos CVI, CVII e CVIII) desde a página 1 até à página 185; seguem-se desde a página 186 até à página 256 a segunda parte com os Sonetos e Canções «In Morte de M. Laura»; seguem-se os 6 Triunfos de Petrarca encabeçados por 6 vinhetas xilográficas (Triunfo do Amor, pag. 257; Triunfo da Castidade, pag. 281; Triunfo da Morte, pag. 288; Triunfo da Fama, pag. 301; Triunfo do Tempo, Pag. 316; e Triunfo da Divindade, pag. 322). Segue-se um capitulo de M. Francisco Petrarca, em verso, no qual se incluem as Canções del Medesimo (pag. 333) e os Sonetos del Medesimo (pag. 337); seguem-se a partir da página 341 as dedicatórias em verso dirigidas a Petrarca por vários autores seus contemporâneos, nomeadamente: Geri Gianfigliacci, Giovani de Dondi; Sennuccio; e Iacomo Colonna. Segue-se na página 244 as Canzone di M. Guido Cavalcanti; e na página 346 as Canzone di Dante; e finalmente a obra termina com a Canzon di M. Cino. O fim «Il Fine» é na página seguinte 350; e segue-se o Índice da obra (Tavola) com 10 páginas inumeradas, terminando com a palavra «Il Fine» e sem apresentar um colofon de averbamento dos cadernos. A Tavola é um índice alfabético referenciado pelo começo dos poemas (e não pela sequência na obra ou pelos géneros, nem pelos temas poéticos).

Colação e ficha bibliografica da USTC:

USTC REFERENCE NO: 4034690 PRIMARY AUTHOR: Petrarca, Francesco SHORT TITLE: Il Petrarca nuovamente ridotto alla vera lettione. Con un Nuovo discorso sopra la qualità del suo amore: et la coronatione fatta in Campidoglio di Roma, & il suo Privilegio IMPRINT: Venezia, appresso Alessandro Vecchi, 1606 PLACE: Venezia DATE: 1606 FORMAT: 12o PP/FF: pp. [48] 350 [10] CITATION: LIBRARY COPIES: Châlons-en-Champagne (Fr), Bibliothèque municipale Trieste (It), Biblioteca civica Attilio Hortis

Outra edição referenciada no mesmo ano:

Petrarca nuovamente ridotto alla vera lettione Autor Francesco Petrarca Editora Appresso Daniel Bissuccio, 1606 Número de páginas 350 páginas

O Autor

Francisco Petrarca (1304-1374), pesquisador e filólogo, divulgador e escritor, é tido como o 'pai do Humanismo', no entanto a sua fama deve-se principalmente a este seu romanceiro e aos seus poemas redigidos em língua italiana. Petrarca é também considerado o inventor do soneto, tipo de poema composto de 14 versos.

Pietro Bembo, no século XVI, criou o modelo para o italiano moderno com base no trabalho de Petrarca (e também de Dante e Boccaccio).

Petrarca viajou intensamente pela Europa na qualidade de embaixador. Gostava de escrever cartas, sendo Boccaccio um dos seus amigos mais notáveis. Durante as suas viagens coleccionou manuscritos latinos antigos e tornou-se um dos primeiros a redescobrir o conhecimento clássico de Roma e da Grécia Antiga.

Participou na primeira tradução latina de Homero e em 1345 descobriu pessoalmente uma colecção inédita de cartas de Cícero. Na última parte da sua vida viajou bastante pelo norte da Itália.

Em 1367 Petrarca fixou-se em Pádua, onde passou seus últimos anos em contemplação religiosa, tendo vindo a falecer a 19 de julho de 1374 em Veneza. Doou a sua notável Biblioteca de manuscritos à cidade de Veneza, estando os mesmos actualmente integrados no núcleo da Biblioteca Marciana.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

 

Referência: 1701PG003
Local: M-5-E-22


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters