RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MARQUES DOS SANTOS. (Victor) LEAL DA CÂMARA. UM CASO DE CARICATURA. A SÁTIRA NA ATITUDE POLÍTICA PORTUGUESA.

Edição dos Serviços Culturais da Câmara Municipal de Sintra. 1982.

De 26,5x20 cm. com 40, [lxxxvi] págs.

Brochado. Muito ilustrado com reprodução de fac-similes de cartas de Leal da Câmara no texto, reproduções de um retrato do caricaturista a cores e de 38 caricaturas da sua autoria, publicadas entre 1896 e 1899 e uma em 1909, em extratexto sobre papel couché.

Inclui pormenorizadas legendas das caricaturas, índice das figuras, bibliografia e errata.

Trabalho muito bem ilustrado que estuda as incidências políticas das caricaturas de Leal da Câmara e o uso  das caricaturas na informação e no combate político na época final da Monarquia Constitucional.

Tomás Júlio Leal da Câmara (Pangim, Nova Goa 1876 – Rinchoa 1948) foi um dos mais notáveis caricaturistas e desenhadores portugueses do final do século XIX e na primeira metade do século XX, tendo colaboração dispersa por grande número de publicações periódicas portuguesas, espanholas, francesas e belgas. Ilustrou também livros de Guerra Junqueiro e contos infantis de Ana de Castro Osório. Esteve exilado no estrangeiro entre 1898 e 1910 e de 1913 a 1915.

Referência: 1703PG016
Local: I-34-D-43


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters