RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BABO. (Carlos) RIDENDO …

1912-1913. Typographia do Commercio. Lisboa. 1913.

De 23x15,5 cm. com 132, [ii] págs. Brochado.

Exemplar por abrir muito valorizado com dedicatória do autor a António José de Almeida manuscrita na folha de anterrosto e datada de 18-11-1913.

Conjunto de cartas remetidas pelo autor a Costa Basto, duas delas com a respectiva resposta, em que Carlos Babo recorda os seus tempos de juventude em Coimbra e trata de assuntos da actualidade como a discussão no Parlamento de legislação relativa ao ensino primário. Inclui ataques às feministas, a Teófilo Braga e uma carta em louvor de Camilo Castelo Branco.

Carlos Babo (Corredoura, São Tiago de Figueiró, Amarante 1882 – 1957) formado em direito pela Universidade de Coimbra exerceu a advocacia em Amarante em sociedade com o poeta Teixeira de Pascoais e desempenhou funções administrativas em S. Tomé e em acumulação também as de juiz interino, tendo o modo, como desempenhou esses cargos, desencadeado, críticas e ataques. Era membro da Maçonaria, foi advogado do Directório do Partido Republicano, secretário particular de António José de Almeida e exerceu as funções de Secretário-Geral do Ministério da Instrução Pública. Como escritor é autor de grande número de crónicas e artigos em diversos órgãos de comunicação social e de obras de ficção.

Referência: 1704PG002
Local: 9-9-H-22


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters