RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



REPRESENTAÇÕES DIRIGIDAS A SUA MAGESTADE A RAINHA E AO CORPO LEGISLATIVO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

Sobre o abastecimento d’aguas na Capital por meio de empresa Segundo as bazes estabelecidas no Decreto de 22 de Dezembro de 1852. Acompanhadas de pareceres, projectos, e relatórios mandados fazer pela mesma Camara. Imprensa Silviana. Lisboa. 1853.

In 8º de 19,6x13 cm. Com 64, [x] págs.

Encadernação da época com lombada em pele.

Ilustrado com 5 mapas de grande beleza e nitidez litografados a cores, em folhas desdobráveis, no fim da obra.

Exemplar com ex-libris de Luís Pastor de Macedo e uma etiqueta do Mundo do Livro, colados no interior da pasta anterior.

Fonte muito importante para o estudo da vida em Lisboa em especial das questões relativas ao abastecimento de água à população, que, durante o Século XIX, foi sempre um problema, pela escassez e pelo seu preço elevado.

Nesta obra a Câmara Municipal de Lisboa solicita à Rainha e aos Deputados, que não autorizem o governo a conceder a distribuição de água na cidade de Lisboa a uma companhia privada, pois a Câmara teme que tal faça subir os preços e desencadeie um grande número de conflitos com o município. Na mesma época foram publicadas obras defendendo posições contrárias.

Inocêncio VII, 78. Para esta obra.

Inocêncio I, 105 obra sobre o mesmo assunto de António de Carvalho; II, 36 obra de Carlos Ribeiro e VI, 424 duas obras de Pedro José Pezerat.

Referência: 1705PG017
Local: M-4-C-30


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters