RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BASTOS DE MACEDO. (J. M.) MINERAIS DA FRACÇÃO ARGILOSA DE SOLOS DE ANGOLA. I – CURVAS DE DESIDRATAÇÃO.

1. Generalidades acerca do método das curvas de desidratação. por […] 2. Dados referentes a alguns solos do distrito da Huíla por E. P. Cardoso Franco e … 3. Dados referentes a alguns solos da região da Cela por J. C. Soveral e […] 4. Influência da pluviosidade e da natureza da rocha-mãe no teor de caulinite de alguns solos de Angola por […] , E. Cardosos Franco e J. Soveral Dias. Estudos, Ensaios e Documentos. 52. Ministério do Ultramar. Junta de Investigações do Ultramar. Lisboa. 1958.

De 25x18 cm. Com 98 págs.

Encadernação do editor em percalina com título gravado a ouro na pasta anterior, com sobrecapa de protecção.

Ilustrado com numerosos quadros e gráficos no texto e com fotografias no texto e em extratexto sobre papel couché. Edição de grande qualidade gráfica.

Contém bibliografia e resumos em francês e inglês.

Conjunto de trabalhos, que fazem parte dum plano de estudos sobre a natureza dos minerais da argila em solos de Angola, levados a cabo pela Missão de Pedologia de Angola no Laboratório de Pedologia do Instituto Superior de Agronomia com recurso ao método de identificação das curvas de desidratação.

Referência: 1710PG023
Local: I-38-C-10


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters