RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



LOPES. (Francisco) VIDA ACÇOENS E MILAGRES DE S. ANTONIO GLORIA DE PORTUGAL [e SEGUNDA PARTE DE S. ANTONIO]

GLORIA DE PORTUGAL & singular ornamento de Lisboa sua pátria. POR FRANCISCO LOPES. Natural da mesma Cidade. Anno [Gravura aberta em madeira representando o Santo] 1680. LISBOA. Na Officina de Francisco Villela. Com todas as licenças necessárias.

In 8º de 14,4x9,5 cm. com [iv], 180 folhas. Encadernação da época inteira de pergaminho.

Exemplar com a folha de rosto espelhada, manchas nas páginas finais e com um defeito de origem pouco comum, pois apresenta o caderno N (folhas 97 a 104) repetido e tem falta do caderno M (folhas 89 a 96). 

Segundo os actuais conhecimentos é a 3ª edição da Primeira Parte e da Segunda Parte. Devido à grande popularidade da obra e ao muito uso dos exemplares por vários níveis sociais, os exemplares de todas as edições são hoje raríssimos e é sempre possível que venham a ser descobertas novas edições.

Este conjunto é extraordinariamente raro e valioso (apesar do defeito) pois esta edição da 2ª Parte foi desconhecida de Inocêncio, não existe registo de exemplares na Porbase e não se conhecem referências nas bibliografias.

As folhas preliminares do primeiro volume contêm licenças e poesias em louvor do autor de D. Gabriel Uguarte y Ayala, Pedro Dias de Paiva, de um amigo anónimo e de Miguel da Silveira, que é a única poesia escrita em português por este célebre poeta épico nascido em Celorico de Bastos.

As folhas preliminares da segunda parte contém Prologo, ao devoto leitor e licenças.

A primeira parte da obra descreve pormenorizadamente a vida de Santo António, nascimento, juventude, entrada na Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho no Mosteiro de S. Vicente e a sua transferência para o Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra da mesma ordem. É aqui que, ao tomar directamente contacto com os cinco religiosos enviados por S. Francisco para Marrocos, onde serão martirizados, decide entrar para a nova ordem dos Franciscanos. Seguidamente descreve sua tentativa de pregar em Marrocos, a chegada a Itália, a vida em Itália, as relações com S. Francisco, a morte, as aparições depois da morte, as solenes exéquias em Pádua e canonização. Narra também 52 milagres realizados em vida e depois da morte.

A segunda parte descreve com grande pormenor a historia heróica dos cinco religiosos Franciscanos, mártires em Marrocos, cujo exemplo levou Santo António a fazer-se Franciscano. Berardo de Carbio, Otão, Pedro de Santo Gemianino, Acúrsio e Adjuto foram enviados em 1219 por S. Francisco para evangelizar Marrocos. Os religiosos, a caminho do seu destino, passaram em Portugal, foram vistos em Coimbra por Santo António e acolhidos pela Rainha D. Urraca, mulher de D. Afonso II; passaram depois por Alenquer onde receberam o apoio da Infanta D. Sancha, irmã do Rei. Os religiosos, uma vez em Marrocos, protagonizaram uma gesta heróica e foram martirizados, tendo os seus restos mortais sido trazidos para o Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde Santo António os tinha visto passar.

Os Santos Mártires de Marrocos foram canonizados pela Bula de 7 de Agosto de 1481, «Cum alias animo revolueremus Beatorum Martyrum Berardi» do Papa Sisto IV, tendo o processo de canonização sido conduzido pelos Cónegos de Santa Cruz de Coimbra. A festa dos Mártires de Marrocos, celebrada em 16 de Janeiro, foi sempre solenemente assinalada em Portugal. Os santos foram declarados protectores contra a peste e padroeiros da Província de Portugal da Ordem de S. Francisco.

Obra poética, que tudo descreve de maneira pormenorizada e exacta com estilo vivo e expressivo. A primeira parte tem cinco cantos com 1638 quintilhas heptassílabas e a Segunda parte tem 1784. Poema de cariz popular, mostrando no entanto influências da poesia erudita, com grande proximidade da religiosidade transversal a várias classes sociais durante o antigo regime, exaltando Santo António, um dos mais importantes e célebres Santos da Igreja Católica com culto muito vivo em todo o mundo até aos dias de hoje.

Obra muito importante para estudar as correntes poéticas do século XVII, o sentimento religioso em Portugal no período barroco, as vivências da religiosidade medieval, a história de Portugal e a história da Ordem Franciscana.

Referências:

Para contextualização histórica e religiosa e subsídios bibliográficos ver: 'Milton Pedro Dias Pacheco. Os Proto-mártires de Marrocos da Ordem de São Francisco. In Revista Lusófona de Ciências das Religiões, 2009, nº 15'.

Inocêncio II, 419-420 Vida, acções e milagres de Sancto Antonio, gloria de Portugal, e singular ornamento de Lisboa sua patria. Lisboa, por Francisco Villela 1680. 8.º de VIII 359 pag.-Ibi, por João Galrão 1683. 8.º N'ella se descrevem seguidamente as acções e successos da vida do sancto, em estylo humilde simples e desaffectado. Inocêncio II, 420 Segunda parte da vida de Sancto Antonio, e verdadeira historia dos cinco martyres de Marrocos. Lisboa, por Francisco Villela 1671. 8.º Ibi, por João Galrão 1682. 4.º Ibi, por Filippe de Sousa Villela 1701. 8.º Samodães 1826.

 Dim.: In 8º, 14.4x9.5 cm; [iv], 180 folios. Binding: Contemporary full parchment.

Copy with title page mirrored, spots on the last pages and an original rare defect: texto block N (folio 97 through 104) is repeated and the texto block M (folios 89 through 96) is missing.  

According to present knowledge, this is the third edition of the First and Second parts. Due to the great popularity of the work and heavy usage of the copies by several social levels, the copies of all editions are nowadays very rare and it is possible that new editions will come to light.

This set is unusually rare and valuable (in spite of the defect) since the edition of this second part was unknown to Inocêncio, there are no records of any copies in Porbase, and there are also no references to it in the bibliographies.

The first folios of the first volume contain licences and poetry praising the author written by D. Gabriel Uguarte y Ayala, Pedro Dias de Paiva, by an anonymous friend, and by Miguel da Silveira, being this the only poetry written in Portuguese by this famous epic poet born in Celorico de Bastos.

The preliminary folios of the second part contain the Prologue, “to the faithful reader”, and Licences.

The first part of this work describes in detail the life of Saint Anthony, his birth, youth, joining the Order of the Canons Regular of Saint Augustine in the Monastery of St. Vincent and his transfer to the Monastery of Sta. Cruz de Coimbra that belonged to the same Order. It is here that when he met the five priests sent to Morocco by St. Francis, where they became martyrs, that he decides to join the new Franciscan Order. Then it is described his attempt to preach in Morocco, his arrival to Italy, his life in Italy, his relationship with St. Francis, his death, the apparitions after he died, his solemn funeral mass, and his canonization. It also narrates his 52 miracles performed while he was still alive and after his death.

The second part describes in great detailed the heroic history of the five Franciscan friars, martyrs in Morocco, whose example lead St. Anthony to become a Franciscan himself.

A poetic work that describes the facts in great detail in a vivid and expressive style. A popular poem, showing however influences of erudite poetry  with great proximity to religiosity common to all social classes during the ancient regime, praising St. Anthony, one of the most important and  famous saints of the Catholic Church.

A very important work to study the poetic trends of the 17th century; the religious feeling in Portugal during the Baroque period; the experiences of the medieval religiosity; Portuguese History; and the History of the Order of St. Francis.

 

Referência: 1804PG146
Local: M-5-D-45


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters