RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ALMEIDA LANGHANS. (F. P. de) ARMORIAL DO ULTRAMAR PORTUGUÊS.

Estudado, organizado e revisto por [...] Edição Comemorativa do XL Aniversário da Revolução Nacional. Agência-Geral do Ultramar. Lisboa. 1966.

2 volumes de 34,5x27 cm. com 132 págs. (numeração corrida)

Cadernos soltos, com capas, acondicionados em caixas de cartolina desenhadas por Joel Seabra Leiria. Profusamente ilustrado em extratexto com reproduções a cores dos brasões das cidades e vilas do Ultramar Português, da autoria de João Paulo de Abreu e Lima, que é também o autor da respectiva explicação técnica. Impressão muito bela sobre papel encorpado.

Contém apresentação de Leonel P. Banha da Silva, uma introdução com um estudo histórico, jurídico e artístico sobre a heráldica dos territórios portugueses de Além-Mar desde o século XV, descrevendo os princípios gerais e uniformizadores para as novas concessões. Inclui bibliografia.

Descreve a reforma administrativa de 1935, as novas concessões de brasões de armas aos concelhos do Ultramar, entre 1954 e 1958 e a reforma de 1962.

Contém os brasões de armas concedidos às povoações que mais sofreram com o terrorismo no Norte de Angola, em Março de 1962, a título excepcional apesar de não serem sedes de concelho, cidades, ou vilas a saber: Ambriz, Ambrizete, Bembe, Catete, Caxito, Cuimba, Damba, Maquela do Zombo, Mucaba, Nambuangongo, Negage, Nóqui, Nova Caipemba, Quibaxe, Quimbele, Quitexe, Santa Cruz, Santo António do Zaire, Sanza Pombo, São Salvador do Congo e Songo.

Referência: 1810PG050
Local: I-2-C-11


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters