RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CIDADE. (Hernâni) e Carlos SELVAGEM. CULTURA PORTUGUESA.

Capa de Real Bordalo. Empresa Nacional de Publicidade. S./L. 1967-1977.

Obra em 18 volumes de 18x12 cm. Com 175-xii, 155-xii, 148-xii, 164-xii, 162-x, 156-x, 141-xii, 157-xii, 156-xii, 180-xii, 157-xii, 168-xii, 195-xii, 170-xii, 175-xiv, 165-xii, 158-xii e 175-x págs.

Brochados. Ilustrados no texto e em extratexto sobre papel couché, com fotogravuras a p./b.

Edição especial patrocinada pela Direcção-Geral da Educação Permanente.

Obra de divulgação enciclopédica consagrada ao arrolamento das efemérides e das figuras mais representativas da História de Portugal, da sua arte, literatura, ciência e pensamento.

Trata de forma acessível os aspectos mais relevantes da vida cultural, política e económica portuguesa, dos alvores da nação aos nossos dias, elencando reis e cavaleiros, heróis e santos, poetas e artistas, sábios e pioneiros do mar, do sertão e do ar. Segue, abaixo, o rol de assuntos historiados em cada volume:

Volume I - Elementos de cultura pré-existentes; Fundação do Condado Portucalense; Evolução da cultura medieval desde D. Afonso Henriques a D. Dinis; 

Volume II - Consolidação da independência nacional; Primeiro surto de expansão ultramarina; incremento de estudos náuticos e da cultura da pré-renascença;

Volume III - Robustecimento do poder real; Evolução da astronomia náutica; Viagens marítimas e terrestres para preparação do descobrimento do caminho marítimo para a Índia; Criação da Arquitectura Manuelina;

Volume IV - Grandes viagens de expansão ultramarina; Aperfeiçoamento da astronomia náutica e integração do escol intelectual na literatura e artes plásticas da renascença;

Volume V - Prosseguimento da expansão até ao extremo-oriente; Florescência da literatura de ficção e historiografia do ultramar; As artes plásticas do renascimento;

Volume VI - Ocupação e expansionismo do Brasil; Cultura humanística; Camões e «Os Lusíadas»; Instituições para defesa da fé;

Volume VII - A monarquia dual sob a dinastia filipina e as Cortes de Tomar (1.ª parte); O Prior do Crato e a sucessão à coroa; Defesa do património nacional do ultramar; Literatura de viagens; Arte barroca;

Volume VIII - Expansão do Brasil a Oeste; O bandeirismo paulista; Defesa do património ultramarino em África e Ásia; Revolução restauradora de 1640; Literatura autonomista;

Volume IX - D. João VI e as guerras da restauração; Os generais e os diplomatas; As letras e as Artes;

Volume X - Os pactos com a Espanha quanto às fronteiras na América do Sul; Preparação para o advento do Marquês de Pombal; Primeiras revelações da ciência; A criação de academias e arcádias;

Volume XI - Advento do Marquês de Pombal; O terramoto de 1755; A acção política de Pombal; A expulsão da Companhia de Jesus;

Volume XII - Reinado de D. Maria I; Invasões francesas e retirada da corte para o Brasil; A acção reformadora de D. Maria I; As novas academias; As artes plásticas e a Música;

Volume XIII - De D. João VI a D. Maria II; Os grandes vultos do liberalismo; A acção colonial de Sá da Bandeira; Introdução do romantismo em Portugal; As instituições da cultura;

Volume XIV - Reinado de D. Pedro V; O Fontismo; Os historiadores Oliveira Martins e Rebelo da Silva; A poesia em Soares de Passos e Tomás Ribeiro; O romance em Camilo e Júlio Dinis;

Volume XV - Reinado de D. Luís I; A «Geração de 70» a «Questão Coimbrã» e as «Conferências do Casino»; A crítica social n’ «As Farpas» e n’ «Os Gatos»; As viagens de exploração africana; A sociedade de Geografia de Lisboa;

Volume XVI - Historiadores e eruditos; Gama Barros; Braamcamp Freire e Carolina Michaëlis; A poesia parnasiana; A sátira em Guerra Junqueiro e Gomes Leal; Teixeira de Queirós e Trindade Coelho; O exotismo de Wenceslau de Morais; A filosofia de Sampaio Bruno;

Volume XVII – Reinado de D. Carlos I; O «Franquismo»; A «campanha de 95»: António Enes e Mousinho de Albuquerque; O Teatro: D. João da Câmara, Henrique Lopes de Mendonça e Marcelino Mesquita; A historiografia: Luciano Pereira da Silva, Duarte Leite e Fontoura da Costa;

Volume XVIII – Cesário Verde e António Nobre; O simbolismo: Eugénio de Castro e Camilo Pessanha; O matemático Gomes Teixeira e o Almirante Gago Coutinho; O etnólogo Leite de Vasconcelos; David Lopes, Lúcio de Azevedo e Fidelino de Figueiredo

Referência: 1811JR011
Local: I-9-F-27


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters