RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ASENSIO. (Eugenio) e PINA MARTINS. (José V. de) LUÍS DE CAMÕES. El Humanismo en su Obra Poética. Los Lusiadas y Las Rimas en La Poesía Española (1580-1640)

Humanismo Clássico e Humanismo Moderno. 2. Fundação Calouste Gulbenkian. Centro Cultural Português. Paris. 1982.

De 24x17 cm. Com ix, 108, [ii] págs. Brochado.

Ilustrado em extratexto sobre 30 páginas de papel couché verde, com a reprodução de frontispícios e páginas de edições e manuscritos dos séculos XVI e XVII.

Exemplar por abrir e com o ex-libris de José Hermano Saraiva colado no interior da capa de brochura.

Contém introdução sobrescrita pelos dois autores, índice onomástico, índice das ilustrações e índice geral. Pina Martins estuda as questões sobre a relação dos Lusíadas com o «génio» do povo português, a sua relação com o humanismo renascentista e a actualidade do que designa por «humanismo poético» de Camões.

Eugenio Asensio estuda a influência dos Lusíadas e das Rimas de Camões, nos poetas espanhóis, até 1640, com a revelação de factos e textos inéditos e demonstrando que Camões era muito conhecido em Espanha ainda antes de morrer e que passou logo a ser considerado um clássico. O autor limita o seu trabalho ao estudo da influência dos Lusíadas e dos sonetos camonianos. Quanto à epopeia defende a tese que as duas traduções espanholas publicadas logo em 1580, foram realizadas por influência de Filipe II, neto e filho de Portugueses e criado por aias portuguesas.

Obra que reúne dois estudos de grande nível erudito e científico, imprescindíveis para o conhecimento de uma dos maiores poetas do mundo.

Referência: 1812PG004
Local: I-10-E-23


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters