RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



VALE. (Leopoldo do) O CASO DO BANCO DO MINHO. O Pretenso Crime de Distribuição de Dividendos Fictícios.

(Minuta de agravo de Injusta Pronúncia do agravante Henri Gibert, Director do Banco do Minho desde fins de 1928 a princípios de 1929) Pelo seu advogado... Tip. da Seara Nova. Lisboa. 1931.

De 23,5x16,2 cm. com 32 págs. Brochado.

Recurso apresentado perante o Tribunal da Relação do Porto, contra o despacho de pronúncia que aceitou os termos da querela do Ministério Público.

Referência: 1812PG007
Local: I-6-D-98


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters