RUGENDAS. (Maurice) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



COIMBRA. (Padre Manuel) HISTORIA DA PORTENTOSA VIDA DE SANTA GENOVEVA, PRINCEZA DE BARBANTE.

Traduzida na Lingua Portuguesa pelo Padre Manoel Coimbra. Offerecida ao Senhor LUIZ TAVARES PERES Por CATHARINA DE JESUS MARIA JOSEPH TAVARES. LISBOA: Na Offic. de Manoel Antonio Monteiro de Campos, e á sua custa impressa. M.DCC.LVIII. [1758]. Com as licenças necessarias.

In 4º pequeno de 14,9x10,8 cm. com [viii], 151, [iii] págs. Encadernação da época inteira de pele com nervos, ferros a ouro e rótulo vermelho na lombada. Cortes das folhas levemente carminados. Leves vestígios de traça na pasta posterior.

Ilustrado com uma vinheta decorativa ao centro folha de rosto, uma xilogravura de página inteira representando Santa Genoveva, na página preliminar vii, e uma vinheta no fim do texto, que está impresso com caracteres itálicos na dedicatória e com caracteres redondos no resto da obra, com dois tamanhos diferentes, sendo o mais pequeno para as citações.

As folhas preliminares incluem a folha de rosto, dedicatória ao Senhor Luís Tavares Peres Assistente na Vila de Torres Vedras, da sobrinha Catarina Tavares, décima a Santa Genoveva de J. G. M., duas páginas em branco e a gravura. No final apresenta as licenças do Santo Ofício, Do Ordinário e do Paço, datadas de 24 de Janeiro a 12 de Dezembro de 1758.

2ª edição de uma biografia muito rara, (Inocêncio não a regista) de uma Santa, muito popular cuja vida foi objecto de peças de teatro, poesias e narrativas publicadas em folhetos de cordel. A primeira edição foi publicada em 1732 e posteriormente foi publicada a 3ª edição em 1815.

Santa Genoveva, (Nanterre 423 d.C - Paris 512 d.C) é Padroeira de Paris, cuja festa se celebra em 3 de Janeiro.

Maria da Graça Pericão em Literatura de cordel de temática religiosa. Didaskalia, XXV, 1995. Páginas 337 e 338 afirma: «Santa Genoveva [...] princesa de Brabante, destinada a uma vida de grande estado, renuncia a tudo para se dedicar de alma e corpo a uma existência consagrada a Deus. Este tipo de situações, pelos contrastes que apresentava e pela alta estirpe das personagens de que dimanava, prestava-se à exaltação da imaginação popular, ao mesmo tempo que incitava à imitação das nobres virtudes da humildade e do desapego dos bens do mundo.»

 

Referência: 1901PG012
Local: M-3-A-19


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters