RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CASTRO FERNANDES. (António Júlio de) ARQUIVO.

Oficinas Gráficas Manuel A. Pacheco, Lda. Lisboa. 1972.

De 25,5x18 cm. Com 87 págs. Encadernação do editor, com sobre-capa de protecção.

Exemplar 139/200 de uma edição especial, com o ex-libris do autor e com assinaturab de posse. 

Colectânea de discursos proferidos pelo autor na Assembleia Nacional, em 1966 e 1967 e em outras ocasiões nos anos de 1971 e 1972, nomeadamente na Assembleia Geral do Grémio Nacional dos Bancos e Casas Bancários e no BNU - Banco Nacional Ultramarino de que foi administrador, entre 1951 e 1974.   

António Júlio de Castro Fernandes (1903-1905) Foi um economista, banqueiro, político e ideólogo do corporativismo português, que desempenhou elevadas funções durante o Estado Novo, tais como: Subsecretário de Estado das Corporações e Previdência Social (1944 a 1948), Ministro da Economia (1948 a 1950), presidente da Comissão Executiva da União Nacional (1958 a 1961 e 1965 a 1968), deputado à Assembleia Nacional e Procurador à Câmara Corporativa.

Referência: 2001SS016
Local: I-219-F-16


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters