RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SILVA PINTO. COMBATES E CRITICA 1875 - 1881. [1875-1884 e 1874-1886]

Com um Prologo de Camillo Castello Branco. [Novos Combates e Críticas. 1875 - 1884 e Terceiro Livro de Combates e Criticas. 1874 - 1886] Typographia de António José da Silva Teixeira. Porto. 1882, 1884 e 1886.

3 Volumes de 23x16 cm. Com xxxix, 476, [i]; xv, 403, [iv]; xv, 404, [ii] págs. 

Encadernações com lombadas e cantos em pele, com nervos e ferros a ouro. Cortes das folhas carminados à cabeça. 

Exemplar com assinatura de posse na folha de rosto do 1º volume.

Silva Pinto, (Lisboa, 1848 - Lisboa, 1911). Polemista prolífico (polemicou com Camilo), jornalista e importante memorialista. Amigo de Cesário Verde, foi o editor do seu Livro póstumo. Crítico e teórico de arte, defensor do realismo, em Do Realismo na Arte (1878), isso não o impediu de tomar posição inversa em Realismos (1880). Tentou também o romance e o drama. Traduziu Balzac e J. Verne. Sobre o autor há um opúsculo de Albino Forjaz de Sampaio, Silva Pinto e a Sua Obra, na Coleção Patrícia, Lisboa, 1927

Referência: 2003NL090
Local: SACO NL3


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters