RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MANUSCRITO – SÉC. XVIII – PAPÉIS POLÍTICOS.

S/L. S/d. [Circa 1788]. De 21x16 cm. Com 65 fólios inumerados.

Encadernação da época inteira de pele com ferros a ouro na lombada e no rótulo vermelho.

Conjunto de 7 manuscritos redigidos por duas mãos caligráficas (firmes, legíveis e belas), com alguns apontamentos e rasuras marginais efectuadas por uma terceira mão da época (e não caligráfica).

Apresenta índice na 1º página de texto; e supomos a eventual perda da folha de rosto.

Exemplar com ex-libris oleográfico do Dr. José Bayolo, na folha de guarda.

Contém cópias apócrifas de documentos e de cartas políticas, consideradas na época relevantes para a história da formação da soberania e para a administração do Estado português, nomeadamente:

- Uma dedução histórica da decadência, e abatimento do preço a que chegaram os vinhos do Douro; o que deu causa a estabelecer-se a Companhia. Memória dos assuntos tratados entre Portugal e a Inglaterra para o estabelecimento da Companhia dos Vinhos do Alto Douro, no mês de Setembro de 1758. Fólios 1 a 22.

- Carta do Imperador José II da Áustria sobre a Administração do Governo, i. e., Negócios Públicos em todos os seus estados, datada de 10 de Junho de 1785. Fólios 41 a 48.

- Carta do Imperador José II da Áustria dirigida a Dom João de Bragança Duque de Lafões, contendo um elogio à pessoa do duque, uma saudação nos seus esponsórios, e um convite para integrar o exército austriáco em campanha, datada de Viena de Áustria, de 28 de Fevereiro de 1788. Fólio 41 [documento não mencionado no índice inicial].

- Regimento do Escrivão da Puridade, ditado por Luís de Vasconcelos e Sousa 2º Conde de Castelo-Melhor e 1º Ministro do Rei D. Afonso VI, com cujo título governou absolutamente o Reino, datado de 1663. Fólios 43 a 47.

- Alvará da criação das Secretarias de Estado, no ano de 1736. Fólios 49 a 54.

- Lei de 19 de Dezembro de 1748 respectiva aos Ministros estrangeiros (embaixadores) residentes em Portugal e sobre as suas imunidades, combate à corrupção passiva e activa dos mesmos, e ao tráfico de influências com eles trocados, punido com pesadas penas de degredo para Angola. Fólios 55 a 58.

- Carta Regia do Rei Afonso III ao Arcebispo de Braga, em 1269, sobre a ratificação real da eleição do Bispo do Porto [documento não mencionado no índice inicial], no fólio 59.

Restantes fólios em branco.

Referência: 1309JC019
Local: M-9-B-16


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters