RUGENDAS, Maurice. HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

 
 

 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CARLOS GOMES. (A.) IL GUARANY.

Opera-Ballo in 4 atti. Canto in chiave di Sol com accompagnamento di Piano-forte. S/D (1870?). Milano, Stabilimento Musicale di F. Luca. De 30 x 21 cm. Com [viii], 14, 448 pags. Frontispício com gravura colorida e retrato do autor na página posterior ao frontispício.

Encadernação recente com lombada em pele verde, rótulos vermelhos com título e autor, nervos e ferros a ouro na lombada. Exemplar aparado apenas à cabeça, com corte de folhas colorido a verde. Preserva capas de brochura originais.

Il Guarany (em português, O Guarani) é uma das óperas do compositor brasileiro Antônio Carlos Gomes. É uma ópera ballo em quatro atos, em italiano com o libreto de Antônio Scalvini baseado no romance de José de Alencar com o mesmo nome. Estreou no Teatro Scala de Milão, na Itália, em 19 de março de 1870, com grandioso sucesso.

António Carlos Gomes (1836 —1896) foi o mais importante compositor de ópera brasileiro. Destacou-se pelo estilo romântico, com o qual obteve carreira de destaque na Europa.

A vida de António Carlos Gomes foi, sempre, marcada pela dor. Muito novo perdeu a mãe, assassinada aos vinte e oito anos. Seu pai vivia em dificuldades, com diversos filhos para sustentar. Com eles, formou uma banda musical, onde Carlos Gomes iniciou seus passos artísticos.

Aos quinze anos de idade, compõe valsas, quadrilhas e polcas. Aos dezoito anos, em 1854, compõe a primeira Missa, Missa de São Sebastião, dedicada ao pai e repleta de misticismo. Em 1857, compõe a modinha Suspiro d'Alma com versos do poeta romântico português Almeida Garrett. Lecionava piano e canto, dedicando-se, sempre, com afinco, ao estudo das óperas, demonstrando preferência por Giuseppe Verdi.

Em 4 de setembro de 1861, foi cantada, no Teatro da Ópera Nacional, A Noite do Castelo, o primeiro trabalho de fôlego de António Carlos Gomes, baseado na obra de António Feliciano de Castilho. O Imperador, entusiasmado com o sucesso do jovem compositor, agracia-o com a Imperial Ordem da Rosa. Dois anos depois desse memorável triunfo, Carlos Gomes apresenta sua segunda ópera, Joana de Flandres, com libreto de Salvador de Mendonça, levada à cena em 15 de setembro de 1863.

A 8 de novembro de 1863, o estudante partiu, a bordo do navio inglês Paraná, levando consigo recomendações de Dom Pedro II para o Rei-consorte D. Fernando de Portugal, pedindo que apresentasse Carlos Gomes ao diretor do Conservatório de Milão, Lauro Rossi.

Lauro Rossi, encantado com o talento do jovem aluno, passou a protegê-lo e a recomendá-lo aos amigos. Em 1866, Carlos Gomes recebia o diploma de mestre e compositor e os maiores elogios de todos os críticos e professores. A partir dessa data, passou a compor. Sua primeira peça musicada foi Se sa minga, em dialeto milanês, com libreto de Antonio Scalvini, estreada, em 1 de janeiro de 1867, no Teatro Fossetti. Um ano depois, surgia Nella Luna, com libreto do mesmo autor, levada à cena no Teatro Carcano.

Gozando já de merecido renome na cidade de Milão, procurava um argumento que o projetasse definitivamente. Certa tarde, em 1867, passeando pela Praça do Duomo, ouviu um garoto apregoando: "Il Guarany! Il Guarany! Storia interessante dei selvaggi del Brasile!" Tratava-se de uma péssima tradução do romance de José de Alencar, mas aquilo interessou de súbito o maestro, que logo procurou Scalvini, que também se impressionou pela originalidade da história. E, assim, surgiu O Guarani, que apesar de não ser a sua maior nem a melhor obra, foi aquela que o imortalizou. A noite de estreia da nova ópera foi 19 de março de 1870.

O grande Verdi, já glorioso e consagrado, teria dito de Carlos Gomes, nessa noite memorável: "Questo giovane comincia dove finisco io!" ("Este jovem começa onde eu termino!"). E, na noite de 2 de dezembro de 1870, aniversário do Imperador D. Pedro II, em grande gala, foi estreada a ópera no Teatro Lírico Provisório, no Rio de Janeiro.

Dividindo a sua vida entre Itália e o Brasil morre em Belém do Pará em 1896 após doença prolongada.

Referência: 1511NM016
Local: 9-12-F-2


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express
free counters